Artistas lamentam morte do paraibano Pinto do Acordeon


O cantor paraibano Pinto do Acordeon morreu nesta terça-feira (21) vítima de um câncer, em um hospital em São Paulo onde tratava a doença. Artistas como Elba Ramalho e Flávio José utilizaram as redes sociais para lamentar a morte do sanfoneiro.

Em entrevista à rádio CBN, Elba Ramalho relembrou a relação com o "parceiro e amigo de uma vida toda". Conterrâneos, Pinto e Elba eram vizinhos em Conceição e cresceram juntos.

"Um homem de muita integridade, um homem que venceu muitas batalhas difíceis, de fome, dificuldade de sobrevivência, de adversidades, mas sempre venceu tudo com um sorriso, com um jeito generoso. Tinha uma alma muito bondosa, um jeito de ser muito especial. Toda a nossa família está muito triste, tá enlutada, a gente se despede dele com muita saudade".

No Instagram, Flávio José homenageou Pinto e relembrou uma frase do paraibano "o artista nunca morre e na sua cova nascerá um pé de flor".

Os músicos paraibanos Amazan, Genival Lacerda, Antônio Barros e Cecéu, Alcymar Monteiro, Felipe Alcântara e a banda Cabruêra também se despediram de Pinto do Acordeon, relembrando as parceriais musicais e a grandeza do sanfoneiro.

O chargista, cartunista e caricaturista pessoense Regis Soares publicou uma arte homenageando Pinto, representando o músico tocando sanfona no céu.

Postagens mais visitadas