Escândalo: Veja documento que a presidente da FPF tem colocado clubes para assinar para garantir votos para eleição

 



A antecipação da eleição na Federação Paraibana de Futebol (FPF) tem estampado uma série de irregularidades que já começam pela própria antecipação. E como se isso não bastasse, o Fonte83 teve acesso a um documento enviado pela presidente da entidade e candidata à reeleição, Michelle Ramalho, que tem deixado os dirigentes de alguns clubes atordoados. 


Em uma folha em branco, sem nenhum timbre ou carimbo da FPF e também sem data, Michelle quer que os dirigentes dos times que receberam o documento declarem total e irrestrito apoio a chapa encabeçada por ela mesma, já inscrita para a reeleição no pleito marcado, irregularmente, para o dia 23 de maio. 


Outro fator grave da declaração que Michelle Ramalho enviou a esses dirigentes é que no documento sequer existe a formação da chapa, ou seja, quem assinar estará dando carta branca para a presidente formar a chapa com os integrantes que ela quiser. 


Veja abaixo o documento: 



Entenda o caso: 


Candidata à reeleição, Michele Ramalho convocou uma nova eleição na FPF para o dia 23 de maio. A chamado foi, no entanto, contestada na Justiça pela oposição porque está sendo feita de forma irregular, já que o estatuto da entidade prevê eleições com o prazo máximo de antecipação de 4 meses, o que só ocorrerá no dia 28 de maio. 


Outro fato que revela irregularidades é o fato de Michelle sequer ter formado uma comissão eleitoral para conduzir o pleito, também previsto nas regras da própria FPF. 


Depois da contestação, Michelle enfim montou a comissão eleitoral, porém, sem nenhum integrante paraibano. O colegiado é composto por 3 membros efetivos e 3 suplentes do Conselho Fiscal, nenhum da Paraíba.

Postagens mais visitadas deste blog

OUÇA: Crise financeira chega a campanha de Veneziano e fornecedor manda áudio cobrando dívida e fazendo ameaças

Cássio busca retirar candidatura de Nilvan junto a Wellington Roberto diante da confusão no PL

Novo tempo: Secretário de Planejamento da Prefeitura do Conde está sendo processado por falsificação de documentos de imóveis